PSICOPATA E MAQUIAVÉLICO, Tio confessa estupro e que sentiu que a sobrinha estava sendo 'rasgada'

Sem demonstrar remorsos e apresentando riquezas de detalhes, o tio da garota estuprada no último sábado em Várzea Grande e que foi preso na tarde de segunda-feira contou, em depoimento, detalhadamente como cometeu a violência contra uma menina de apenas seis anos e que a abandonou à própria sorte em uma região de mata, após saciar sua maquiavélica vontade. A criança conseguiu se arrastar de volta à casa, após o crime e contou o que o tio “Neguinho” havia feita nela.
G.J.C.M., o Neguinho, é irmão do pai da criança e disse que estava em uma festa na casa do irmão, com amigos, bebendo, até que em um determinado momento viu que a sobrinha brincava sozinha na sala da casa. Saiu do quintal, foi até lá, a pegou pelo braço e a arrastou para uma região de mata nas proximidades da residência.
Com uma frieza incontestável, bem típica de psicopata, ele contou como cometeu o crime e disse que ao contrário do que a mãe da criança chegou a afirmar na delegacia não enfiou nenhum pedaço de madeira na vagina da criança. Segundo o delegado Cláudio Álvares de Santana, da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, da Criança e do Idoso, de Várzea Grande, explicou tudo.
“Ele contou que estava em uma festa de família e teria ingerido bastante bebida alcoólica e que, em determinado momento, chamou a menina que estava brincando no interior da casa, puxou a criança pelo braço com a desculpa de buscar laranjas”, detalhou o delegado.
“Ele confirmou a penetração, falou ainda que quando fez isso sentiu que estava ‘rasgando’ a vítima, isso tudo ele contando bem friamente, e mesmo assim frisou que continuou o ato por dois minutos. E com isso ela começou a gritar bastante e ele esganou com as mãos e na sequência ele correu com medo de chegar alguém”, destacou o delegado.

G.J.C.M continua preso na Central de Flagrante em Cuiabá e passará por audiência de custódia no início da tarde desta terça. “Agora esperamos a conversão da prisão dele. Que será autuado por estupro de vulnerável”, pontuou.
Crime
O caso aconteceu no bairro Jardim das Palmeiras, em Várzea Grande. A garota teria sofrido o abuso sexual em uma região de matagal, nos fundos da residência onde mora com a família. O suspeito, fugiu após o crime e foi preso na noite de segunda.
Fonte:24 Horas News 
Tecnologia do Blogger.